Rod. Curitiba - Ponta Grossa Br-277, Km 2, 1875, Mossunguê, Curitiba/PR - 82305-100

Como escolher o combustível ideal para o seu veículo?

Agosto 27, 2019

Em tempos de crise, escolher o combustível para o carro virou uma questão de encontrar o melhor preço, mas não deveria ser assim a motivação da sua escolha. A longo prazo, essa economia imediata pode trazer mais prejuízos do que você imagina.

Trouxemos uma explicação de cada tipo de combustível que vai te ajudar a escolher o ideal para o seu motor e ainda podendo economizar da maneira certa.

Quais são os tipos de combustível

Veja quais as diferenças entre os muitos tipos de combustível que você encontra nos postos e saiba qual se adequa às características do seu carro:

1. Gasolina de alta octanagem (Premium)

A grande diferença desse tipo de gasolina para as demais é que ela é derivada de um petróleo de alta qualidade. Também recebe aditivos especiais e possui baixo teor de enxofre. Mas, mesmo assim, o poder de energia dela é o mesmo da gasolina comum.

Esse tipo de gasolina é indicada para carros com motores de alta performance, com injeção direta ou turbinados, onde o desempenho será potencializado. Por isso, você não sentirá muita diferença ao colocar esse tipo de gasolina em um motor de baixa cilindrada.

2. Gasolina Aditivada

Não confunda gasolina aditivada com premium, a aditivada não possui alta octanagem, nesse quesito ela se assemelha muito com a gasolina comum.

A sua diferença são os aditivos que realizam uma limpeza no motor, evitando, assim, acúmulo de resíduos promovidos na combustão, danos no sistema de injeção e na própria câmara de combustão e o atrito entre as peças do motor, que diminui a sua vida útil. Ela é indicada para todo tipo de motor.

3. Gasolina comum

Com avanços tecnológicos, a gasolina comum vendida no Brasil já não apresenta o mesmo nível de impurezas de outras épocas e detém um menor índice de enxofre, ocasionando menores níveis de depósitos de resíduos no motor e no tanque de combustível, isto claro, se usado combustível de boa procedência.

Mesmo assim, com o uso contínuo, nenhum veículo está livre de sofrer com a incidência de sujeiras no motor. É recomendado, que de vez em quando, o motorista use gasolina aditivada para ajudar nessa limpeza.

4. Etanol aditivado e comum

É muito difícil encontrar essa diferença, atualmente, na maioria dos postos, pois o etanol comum já possui quase as mesmas propriedades que o aditivado para limpeza do motor.

Proveniente da cana-de-açúcar, ele conta com uma composição mais limpa e natural e promove uma menor taxa de poluição ao meio ambiente do que a gasolina.

É comum a sensação de um desempenho do motor melhor e isso se deve ao seu índice de octanagem maior que o da gasolina, entretanto, sua autonomia é 30% menor, já que é queimado mais rapidamente que a gasolina.

5. Diesel

O diesel é o combustível mais usado no país, mesmo existindo a restrição de apenas carros com peso igual ou superior a uma tonelada podendo usar esse tipo de combustível. Ele possui baixos índices de enxofre, de inflamação e de evaporação.

Tem o menor valor na bomba em comparação aos seus concorrentes e possui maior desempenho e autonomia.

São dois os tipos de diesel utilizados no Brasil, o S-500 e o S-10, mais moderno que o primeiro. Não há problema em abastecer um motor projetado para S-500 com S-10, na verdade é ao contrário, o S-10 apresenta uma queima mais rápida, o que aumenta o desempenho do motor. O mesmo não pode ser feito quando o contrário, o uso de S-500 em motores para S-10 pode acarretar depreciação das peças.

6. GNV – Gás Natural Veicular

Mesmo não saindo de fábrica, os veículos podem ser adaptados para mais esse tipo de combustível. Ele é gasoso e tem como base, principalmente, o metano. Alguns dos seus benefícios: tem um custo menor que o resto do mercado, é o combustível que menos emite poluentes no meio ambiente e também é o que menos agride o motor. Mas é preciso ter a consciência que o desempenho será menor.

Conhecendo cada tipo de combustível, busque saber quais as especificações do motor do seu automóvel, assim ficará mais fácil decidir se usará gasolina premium ou aditivada, ou se compensa usar mais o etanol. Uma coisa é certa, escolher o combustível ideal vai te fazer economizar, mais do que usar o mais barato apenas por ser o mais barato.