Rod. Curitiba - Ponta Grossa Br-277, Km 2, 1875, Mossunguê, Curitiba/PR - 82305-100

Saiba os cuidados na hora de contratar uma empresa de transporte escolar

Julho 2, 2019

Quando os filhos crescem, as preocupações vão se alterando, e uma que logo surge é como levá-lo para a escola todos os dias. Muitos pais escolhem a opção de contratar transporte escolar terceirizado para esse suporte. E a necessidade desse serviço pode surgir a qualquer momento do ano, por isso é sempre bom estar preparado para esta escolha quando estiver nessa posição.

Aqui vão algumas dicas do que observar e estar atento quando for escolher um fornecedor.

  • Dê preferência para os prestadores recomendados pela própria escola, já são conhecidos por muitos pais e consequentemente bem avaliados. Caso a escola não tenha uma relação de indicações, busque referências com os pais de outros alunos.

Ao escolher um possível motorista, seja individual ou de empresa, foque nesses aspectos:

  • Observe se o motorista possui um monitor para ajudá-lo a cuidar dos alunos;
  • Leia muito bem o contrato antes de assiná-lo: pode-se cobrar os meses de férias para reservar a vaga da criança e muitos fornecedores vinculam aumento na mensalidade quando existe alteração no valor do combustível. Se não concordar, discuta os termos;
  • Precavenha-se ao solicitar ao transportador a inclusão de multa por atrasos causados pelo próprio motorista;
  • Todo veículo de transporte de passageiros deve ter o selo de inspeção afixado no pára-brisa;
  • O motorista deve ser habilitado na categoria D que engloba transporte de passageiros. Além disso, ele deve ter o curso de treinamento para escolares. Verifique se a van e o condutor tem cadastro no Detran. Esse cadastro gera a autorização do Departamento Estadual de Trânsito que deve ser colocada em uma parte visível do veículo para ver os dados do motorista e o número máximo de alunos permitidos;
  • Se a escola oferecer o serviço de transporte, ele não deve estar incluso na mensalidade, isso é um serviço a parte. Não aceite pressão para utilizar qualquer fornecedor;
  • Após os passos acima, vistorie o carro a ser utilizado, não sinta vergonha ou medo de estar sendo chato, a segurança de seu filho vem acima de tudo: verifique se o carro está em boas condições, tanto a parte externa quanto a interna, observe a limpeza e o conforto dos bancos, cheque se as janelas tem abertura de, no máximo, 10 centímetros, a condição dos pneus e se há cinto de segurança para todo aluno transportado;
  • É contra a lei deixar crianças viajar em pé e caso perceba que isso aconteça no seu serviço contratado ou em qualquer outro carro, denuncie ao Detran;
  • Tenha sempre em mãos os telefones do motorista e do responsável pela empresa, se houver. E se sentir mais seguro, siga um dia a van pela caminho para ver o comportamento do motorista no trânsito.

Com a escolha bem feita, sempre converse com o seu filho para saber a opinião dele, se ele gosta do motorista, se sente seguro ao entrar no veículo, como é a sua relação com os outros alunos, e ao menor sinal de problema, procure o responsável pelo serviço para debater e encontrar a melhor solução. Atenção e segurança nunca são demais quando se trata do bem estar de nossos filhos.