Rod. Curitiba - Ponta Grossa Br-277, Km 2, 1875, Mossunguê, Curitiba/PR - 82305-100

Como evitar erros na ocupação no serviço de fretado da sua empresa

Junho 18, 2019

Hoje, é muito comum ver empresas aderindo ao serviço de fretado para transporte de seus funcionários, e muitas são as explicações: a distância do local de trabalho, o bem estar dos colaboradores, redução de custos mensais e menos estresse no trânsito.

São duas as opções de controle desse fretamento, interno ou terceirizado para uma empresa especializada. Em ambos os casos, ocorrem alguns erros comuns na administração que atrapalham o dia a dia. Vamos mostrar os mais recorrentes, tanto para você não cometer na sua empresa, quanto para ficar de olho no serviço oferecido por terceiros.

  1. Organização e Planejamento de Rotas

Quando se trabalha com funcionários de localidades e endereços diferentes, é preciso planejar todas as rotas dos ônibus para otimizar seu caminho, por isso, manter uma base de dados atualizada com os endereços completos de cada colaborador é fundamental. Este é um trabalho que deve ser feito a todo momento para não haver falhas. Aqui, também é importante o suporte de um profissional acostumado a gerenciar rotas, mesmo que seja apenas por consultoria de tempos em tempos, para avaliar caminhos e sugerir melhorias para não haver erros de tempos estimados e rotas com trânsito.

  1. Controle Diário de Uso

Um dos principais gargalos na operação de um fretado é o uso diário dos funcionários. Muitas vezes, faltas recorrentes, mudança de endereços sem aviso, ou a opção do funcionário por outra meio de transporte, pode fazer com que a ocupação fique defasada.

Isto gera custos desnecessários com um tamanho de serviço que não é utilizado. Assim, ao manter um controle de acesso no próprio fretado, podendo ser com o uso do crachá empresarial, mais custoso, ou mais simples, com uma lista e um check que o motoristas ou outro funcionário que o acompanha faça diariamente, você pode ter real noção do uso diário.

  1. Gasto com Veículo Vazio

Pelo motivos que já listamos, muitos carros podem estar com assentos vazios em sua maior parte de utilização, isso, como já falamos, é custo perdido. A maioria das empresas optam por contratar empresas de transporte, que cobram pelo aluguel do ônibus, assim não importa se está vazio ou cheio. Planejar o itinerário de acordo com os horários de jornada é muito importante.

Ao detectar essa realidade, você pode optar por usar um veículo menor em alguns horários ou mudar a forma de contratação de fretamento, como por exemplo, o fretamento compartilhado, onde se cobra por assentos usados e você pode dividir com as outras empresas o mesmo ônibus.

  1. Uso de Tecnologia

Como em qualquer setor a tecnologia está presente nos transportes para ajudar e tornar o processo mais rápido, fácil e assertivo. Quem controla a operação de fretados no dia a dia pode usar sistemas de gestão para organizar dados, gerar relatórios e otimizar a confecção de rotas. Com o programa certo é possível ter em tempo real a ocupação dos ônibus e a localização com o tempo estimado para a chegada. Este controle garante segurança aos funcionários e evita prejuízos com atrasos. Ainda é possível enviar a rota por sistema de navegação aos motoristas, mitigando erros de caminho e facilitando o desvio de trânsito e outras ocorrências.

Podemos garantir que ao contratar o serviço de fretamento da Rimatur Transportes, você terá todos esses benefícios e facilidades ao dispor da sua empresa: segurança, conforto e otimização de custos. Fale com a nossa equipe!