Rod. Curitiba - Ponta Grossa Br-277, Km 2, 1875, Mossunguê, Curitiba/PR - 82305-100
+(55) 41 2141-5700
41-999280692

Para todo caminho há um início, e para o transporte de passageiros também é assim!

Maio 9, 2018

Em meio às grandes cidades, as pessoas se deslocam constantemente por trabalho, diversão ou necessidades individuais e um dos fatores que fazem as metrópoles andarem é o transporte de passageiro: fretados, públicos, particulares, independente da natureza, eles são muito importantes para o dia a dia dos centros urbanos.

Às vezes, muito criticados pela qualidade oferecida ou o valor praticado nos transportes públicos ou com vantagens e conforto nos transporte fretados, a origem dos transporte de passageiros é a necessidade de se melhorar a mobilidade nos grandes centros.

O primeiro registro de transporte coletivo que se tem na história é de Nantes, na França, em 1826: Stanislav Baudry tinha o objetivo de transportar as pessoas do centro da cidade até os banhos coletivos que ficavam em sua propriedade, nos arredores de Richebourg. Esses veículos foram nomeados de omnibus, da palavra latina que tem o significado de “para todos”. O detalhe interessante é que o negócio de transporte de pessoas foi tão lucrativo, que Baudry abandonou os banhos coletivos e investiu nesta nova modalidade, tendo em pouco tempo expandido seu negócio para outras cidades e fundando a primeira empresa de transporte em 1828.

Em 1837, foi fundada a primeira companhia de ônibus no Brasil e em 1868, os bondes foram inaugurados no Rio de Janeiro. Algumas datas importantes: em 1911, foi construído o primeiro ônibus sobre chassis do país. Em 1920, acontecem os primeiros investimentos na infraestrutura rodoviária nacional, durante o governo de Washington Luís. Em 1924, foi construído o que é considerado o primeiro ônibus nacional, popularmente chamado de “Mamãe-me-leva” e em 1926, conhecemos um modelo mais parecido com o que vemos hoje: fechado, com janelas para ventilação, acessos de entrada e saída, assentos de duas pessoas providos de molas e com capacidade para 20 lugares.

O Transporte coletivo veio com tanta força para mudar a rotina dos brasileiros, que em 1928, por exemplo, 88 milhões de pessoas já usavam essa modalidade. Em 1940, Getúlio vargas implantou o Plano Rodoviário Nacional, onde previa o aumento da malha rodoviária brasileira de 2,2 mil quilômetros para mais de 35 mil quilômetros, começava ali a integração do território nacional pelas estradas.

Data de 1950 os primeiros chassis feitos para ônibus, reduzindo o tempo de montagem de cada veículo, impulsionando o aumento de exemplares nas ruas. O crescimento do número de ônibus e usuários foi substancial até a década de 1970, quando, com a crise do petróleo, o setor automotivo brasileiro e mundial entrou em xeque até a década de 1990, retomando seu desenvolvimento.

O ano de 1989 marcou o surgimento das primeiras empresas que se dedicam ao fretamento e turismo, iniciando um mercado que hoje movimenta uma enorme quantidade de pessoas e carros nas ruas e estradas do país.

Toda história tem um começo, e o transporte de passageiros ainda tem muito a desenvolver e evoluir. Novas tecnologias e novidades no área automobilística vão impulsionar o setor para mais recomeços e histórias. E a Rimatur Transporte vai contribuir com toda sua expertise e capacidade para podermos contar mais acontecimentos.