Rod. Curitiba - Ponta Grossa Br-277, Km 2, 1875, Mossunguê, Curitiba/PR - 82305-100
+(55) 41 2141-5700

O que o gestor deve considerar na hora da escolha de como monitorar a sua frota de veículos

Maio 6, 2018

Não é incomum empresas de transporte ou de frota de ônibus e vans passarem por algumas dificuldades quando estão nas ruas: trajetos confusos, acidentes ou ida a lugares ermos e de difícil acesso estão entre os principais problemas enfrentados pelos motoristas e os gestores de tráfego no dia a dia.

Como ajuda para mitigar danos e prejuízos com esse tipos de contratempos, muitos sistemas e ferramentas foram desenvolvidos para empresas de transporte, sendo de cargas ou passageiros. Um deles é o monitoramento veicular.


Investimento x Custo

No mercado, o senso comum é de que implantar um sistema de monitoramento se torna um alto custo instantâneo e mensal. Essa é uma das grandes falácias e erros que gestores cometem ao analisar novas oportunidades para gerenciar sua frota.

É lógico que o gasto para esta implementação será considerável, mas o erro se instala ao não perceber como esse investimento pode trazer ganhos no futuro, como redução de gasto com quebras, trajetos ruins que ocasionam demora ou fraudes causadas por má administração ou má fé de colaboradores.

As possibilidades de uso são muitas e os gestores que têm a intenção de agregar essa funcionalidade na empresa onde trabalha, deve se atentar para algumas ações que a ferramenta pode lhe trazer, aumentando o retorno sobre o investimento feito.

 

  • redução de gastos e tempo nos trajetos: dentro do sistema é possível mapear trajetos por onde seus carros vão passar antes da saída e monitorar o caminho que ele está fazendo, real time. Conferência de tempo gasto e de insumos não planejados é o foco desta ação.
  • Prevenção de fraudes: tendo todos os dados de uso do veículo, qualquer informação que fuja do que o sistema lhe dá, será identificada.
  • Controle de manutenção: o sistema de monitoramento de frota permite identificar as manutenções dos carros. Evita desgastes de veículos com quilometragem alta, maneja datas para pará-lo, diminuindo o tempo em que ficará sem uso e avisa quando é hora das manutenções.
  • Acompanhamento de desempenho dos funcionários: é possível estabelecer como os motoristas conduzem, como se comportam e se seguem as normas laborais e de direção consciente da empresa durante o trajeto. Identificando dificuldades, abre-se a possibilidade de oferecer uma capacitação adequada aos que precisam.

 

Qualquer sistema de monitoramento escolhido e a sua utilização tem que estar caminhando junto com uma nova perspectiva de trabalho e tanto o gestor quanto os funcionários devem ter a consciência da nova realidade e o que vai trazer de benefícios uma nova postura de todos.